BRASIL

Após um dia inteiro de espera, inativos do Estado finalmente recebem o salário



A expectativa de 137 mil aposentados e pensionistas do estado de receber o pagamento atrasado provocou uma corrida aos bancos ontem, mas só se concretizou após a prisão da gerente de uma agência do Banco do Brasil. A funcionária foi levada à 5ºDP (Mem de Sá) por um oficial de Justiça por desobediência à decisão do juiz Felipe Pinelli, da 10ª Vara de Fazenda, de arresto das contas do estado no valor de R$ 648.724.494,79. O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal tinham que repassar o dinheiro do Estado para o Bradesco poder depositar os salários. O Banco do Brasil pediu à Justiça que reconsiderasse a decisão, já que o dinheiro não poderia ser liberado para o pagamento deste tipo de despesa. O pedido foi negado.

Devido ao impasse, os salários só começaram a ser depositados ontem, após o fim do expediente bancário, mas apenas para contas do Bradesco. Correntistas de outros bancos só receberão hoje.

O coronel da PM reformado Mário Augusto Leitão Filho, de 73 anos, foi várias vezes checar se o salário havia sido depositado. Apenas às 18h30m, ele viu o dinheiro na conta, numa agência do Bradesco no Méier, na Zona Norte.

— Agora, vou pagar os meus filhos. Quem está segurando a onda são eles. Se não fosse por eles, acho que eu teria que colocar a farda de coronel e vender ovos na feira — disse o aposentado, numa referência ao bombeiro reformado que vendeu ovos em uma feira, em Belford Roxo.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.