BRASIL

Emissão de gás carbônico no Brasil cai 50% em cinco anos



O novo inventário de gases de efeito estufa do Brasil, referente às emissões de 2010, mostra que o total de gás carbônico (CO2) lançado pelo País caiu mais de 50% entre 2005 (ano do levantamento anterior) e 2010, passando de 2,73 bilhões de toneladas de CO2 para 1,27 bilhão de toneladas.

O documento revela também que o tamanho da contribuição nacional para o aquecimento global há uma década foi maior do que o esperado anteriormente. O novo inventário foi feito pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação com base em metodologia científica aprimorada, reviu as emissões passadas.

Pelo cálculo, em 2005, quando o desmatamento – nossa principal fonte de CO2 – no Brasil estava no auge as emissões foram 33,8% maior. Em vez das 2,1 bilhões de toneladas que eram contabilizadas no segundo inventário, foram emitidas 2,73 bilhões de toneladas de CO2 naquele ano. Aquele foi o ano-base usado pelo governo para propor as metas de redução das emissões de gases de efeito estufa apresentadas para o Acordo de Paris.

Ajuste

O governo prometeu reduzir as emissões em 37% até 2025 e 43% até 2030, com base nos valores de 2005, apresentados no inventário anterior. Se a porcentagem for mantida sobre o novo valor, no entanto, a proporção das emissões vindas do País em 2030 poderá ser até maior que a atual. Para Carlos Rittl, secretário executivo do Observatório do Clima, a meta brasileira tem de ser ajustada.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.