BRASIL

Senado vota cassação de Delcídio do Amaral nesta terça-feira



Após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovar o prosseguimento do processo de cassação do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), o plenário da Casa votará a medida ainda terça-feira (10), um dia antes do afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República.

Desta forma, mantém-se a previsão original feita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de votar o pedido de perda de mandato do ex-líder do governo na Casa antes da votação em plenário sobre a abertura do impeachment de Dilma – o que teria sido um pedido da própria presidente a Calheiros.

Antes, a CCJ havia aprovado um pedido de suspensão do processo até quinta-feira (12) para que a Procuradoria-Geral da República tivesse tempo de enviar para o órgão a denúncia formulada a partir da delação premiada do ex-petista. No entanto, após revolta no plenário do Senado, foi aprovado um requerimento de urgência de Romero Jucá (PMDB-RR) para que a Comissão votasse o parecer de senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) pela cassação do senador.

Renan Calheiros chegou a ameaçar não realizar a votação que pode determinar o afastamento da presidente Dilma Rousseff se a perda de mandato de Delcídio não fosse discutida antes. Renan e Jucá trabalharam durante a última semana para garantir que Delcídio fosse cassado antes da votação do impeachment de Dilma.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.