BRASIL

Ex-ministro do TSE assume Transparência após gravação derrubar antecessor



O presidente em exercício, Michel Temer, escolheu nesta quarta-feira (1°) o jurista e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Torquato Jardim como novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, pasta criada em substituição à Controladoria-Geral da União (CGU). A posse deve ocorrer na quinta-feira(2).

Jardim entra no governo no lugar de Fabiano Silveira, que deixou o cargo na última segunda-feira (30) após a divulgação de conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, na qual ele discutia os rumos da Operação Lava Jato com o interlocutor e outros presentes, como o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). O agora ex-ministro também vinha sendo alvo de protestos de servidores contra a extinção da CGU.

Advogado e especialista em direito eleitoral, Torquato Jardim exerceu dois mandatos como ministro do TSE – o primeiro entre 1988 a 1992 e o segundo de 1992 até 1996. Foi também presidente do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral (IBRADE) entre 2002 e 2008.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.