MUNDO

Menino japonês abandonado em floresta deixa hospital e "perdoa" o pai



Um menino japonês que ficou perdido por seis dias em uma floresta habitada por ursos após ser abandonado pelos pais recebeu alta do hospital nesta terça-feira (7). Yamato Tanooka, de sete anos, foi deixado no acostamento de uma estrada na ilha de Hokkaido (norte do Japão) no último dia 28 de maio, como castigo por atirar pedras em pessoas e em carros.

Quando os pais voltaram para buscá-lo, o menino havia desaparecido. Uma grande operação de busca teve início e o menino foi achado em uma base militar na última sexta-feira. Em entrevista a jornalistas, o pai de Yamato, Takayuki Tanooka, de 44 anos, disse que o filho o perdoou.

O caso provocou uma amplo debate no Japão sobre a paternidade. "Eu disse a ele: 'O papai te fez passar por um momento difícil. Me desculpa", afirmou Takayuki à rede de TV japonesa TBS. "E então meu filho me disse: 'Você é um bom pai. Eu te perdoo'", acrescentou.

Yamato foi encontrado na manhã da última sexta-feira em uma cabana em um campo de treinamento militar, a 5,5 km de onde foi abandonado pelos pais. O menino afirmou que perdeu o senso de direção. Ele acrescentou que caminhou por cinco horas antes de chegar à estrutura onde foi encontrado, segundo o jornal japonês The Mainichi.

Yamato dormiu entre dois colchões e não encontrou "ninguém". Ele disse que bebeu água de uma torneira dentro da cabana, mas não comeu nada durante os seis dias, acrescentou o jornal. Quando foi descoberto, Yamato estava levemente desidratado, desnutrido e apresentava arranhões nos braços e nas pernas, mas seu estado de saúde era bom. Segundo a imprensa local, a polícia disse que não vai indiciar os pais pelo ocorrido.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.