BRASIL

TSE registra prisões de 21 candidatos e de 142 eleitores no País



O segundo balanço divulgado neste domingo pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que, até as 10h12, 786 urnas eletrônicas tiveram de ser substituídas no Brasil. As trocas ocorreram em 25 Estados – a única unidade da Federação que não registrou problemas com os equipamentos foi o Espírito Santo. Também foram registradas 21 prisões.

O total de urnas substituídas equivale a 0,17% do total, segundo o TSE. A maior parte das trocas (165) ocorreu no Rio de Janeiro. Em São Paulo, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado, 102 trocas tiveram de ser efetuadas até as 10h.

O TSE informa ainda que, em todo o País, 305 ocorrências foram registradas na manhã deste domingo, 40 delas envolvendo candidatos. Destes, 21 foram presos. Outros 265 casos foram com eleitores, dos quais 142 acarretaram prisão. A maioria das ocorrências, 53, ocorreu em Minas Gerais por divulgação de propaganda e boca de urna. Eleitores também foram detidos no Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Cerca de 144 milhões de eleitores vão às urnas no Brasil para eleger 57.943 vereadores e 5.568 prefeitos.

Os municípios que receberam tropas federais comam 467, que estão distribuídos em 14 Estados. Segundo o TSE, todas as cidades que solicitaram reforço na segurança já receberam resposta, seja positiva ou negativa. Mais cedo, o presidente do tribunal, ministro Gilmar Mendes, reconheceu que as eleições de 2016 estão entre as mais violentas das história.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.